Eletrocardiograma

ecgEletrocardiografia é o registro de campos elétricos gerados pelo coração a partir da superfície corpórea. Ondas específicas representam estágios de despolarização e repolarização do miocárdio. O eletrocardiograma é um teste diagnóstico valioso em medicina veterinária e de obtenção relativamente fácil. É o exame de escolha inicial no diagnóstico de arritmias cardíacas podendo, ainda, fornecer informações a respeito de dilatação e hipertrofia das câmaras cardíacas.

Indicação:

O eletrocardiograma é indicado quando se detecta arritmia durante o exame físico, incluindo bradicardia, taquicardia ou irregularidade no ritmo que não seja secundária à arritmia sinusal respiratória.
Animais com história de episódios de síncope ou fraqueza podem apresentar arritmia cardíaca. Em alguns casos, a monitoração eletrocardiográfica delonga duração (monitor Holter) é indicada.

Arritmias cardíacas frequentemente acompanham a doença cardíaca e podem influenciar significativamente o estado clínico do paciente. Deve-se realizar o eletrocardiograma em animais portadores de doença cardíaca importante.

O eletrocardiograma também é utilizado para avaliar a eficácia da terapia antiarritmica e para determinar se a arritmia pode ter se desenvolvido secundariamente a um tratamento médico (por exemplo,a digoxina).

Arritmias significativas também podem ocorrer em animais com doença sistêmica,incluindo os desequilíbrios eletrolíticos (hipercalemia, hiponatremia, hiper ou hipocalcemia), neoplasias (especialmente esplênicas), síndrome dilatação-vólvulo gástrica e septicemia.

Indicações diversas para eletrocardiografia.

O eletrocardiograma pode fornecer indícios de efusão pericárdica (alternância elétrica, complexos de baixa amplitude)
Nota-se, com freqüência, alterações eletrocardiográficas em casos de hipo e hipertireoidismo.
Podem ocorrer arritmia sinusal evidente em animais com tônus vagal aumentado (frequentemente verificado nas doenças respiratórias, gastrointestinais e do sistema nervoso central).